Marco Lucchesi

Poetas

Marco Américo Lucchesi nasceu em 9 de dezembro de 1963, no Rio de Janeiro. Sétimo ocupante da cadeira nº 15 da Academia Brasileira de Letras, eleito em 3 de março de 2011 (na sucessão de Pe. Fernando Bastos de Ávila) é o atual Presidente da ABL, eleito em 2018.

Poeta, romancista, memorialista, ensaísta, tradutor e editor, suas primeiras publicações foram feitas na adolescência. Sua ampla produção, contemplada por diversos prêmios, destacam-se: Sphera, Meridiano Celeste e Bestiário e Clio (poesia); O Dom do Crime e O Bibliotecário do Imperador (romances); Saudades do Paraíso e Os Olhos do Deserto (memória); A Memória de Ulisses e O Carteiro Imaterial (ensaios).

Traduziu diversos autores, dentre os quais, publicados em livro, dois romances de Umberto Eco, a Ciência Nova, de Vico, os poemas do romance Doutor Jivago, obras de Guillevic, Primo Levi, Rumi, Hölderlin, Khliebnikov, Trakl, Juan de la Cruz, Francisco Quevedo, Angelus Silesius.

Seus livros foram traduzidos para o árabe, romeno, italiano, inglês, francês, alemão, espanhol, persa, russo, turco, polonês, hindi, sueco, húngaro, urdu, bangla e latim.

 

 

Poemas de Marcos Lucchesi:

Um Laço Misterioso

Um laço misteriosoenlaça e desenlaçaumas às outras as palavrasatiça edesatinao silênciodas florestasmove e dispersaos pássaros invisíveis que regemo sentido das coisas (...)

ler mais

A Noite É Fria

A noite é friae as estrelasbrilham ao longe é preciso sofrera vastidãocomo quem se entregaao sacrifício de um deus passei da insôniaescuraao candorda Via-Láctea são tantas e tão diversasas formasde sondar a beleza o Cão Maiore a estrela Siriusa mais brilhante de...

ler mais

Poetas similares a Marcos Lucchesi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Categorias