Charles Baudelaire

por ago 3, 2018Poetas0 Comentários

Charles-Pierre Baudelaire nasceu no dia 09 de abril de 1821, em Paris, França. Um dos poetas franceses mais importantes do Século XIX, é considerado percursor do Simbolismo, criando uma nova linguagem poética para o gênero Romântico, que antecedeu o Movimento Parnasiano. Rebelde e intempestivo, causou diversas polêmicas e desconfortos na sociedade parisiense, com suas obras provocativas e um estilo de vida avesso aos bons costumes da época.

A revolta, a tristeza e a dissabor, encontradas nos versos de Baudelaire, são traços de uma infância problemática em família. Aos 6 anos ficou órfão de pai e a relação com seu padrasto, o coronel Jacques Aupich, foi conflituosa durante toda a sua juventude. Segundo o próprio autor, a razão de sua poesia era, a partir disso, “extrair a beleza do mal”, dividindo as ações humanas entre Deus e o demônio. Para isso, Baudelaire passou a vida em busca de experiências exóticas e refugiou-se ao misticismo para contextualizar a sua individualidade e manifestar total desprezo à sociedade.

Toda a dor e revolta de Baudelaire eram descontadas na boemia. Além de mulheres e bebidas, tornou-se viciado em ópio e maconha. Gastou, em menos de dois anos, mais da metade de sua herança em intermináveis madrugadas parisienses, precisando que sua mãe entrasse com uma ordem judicial para controlar suas economias. Outro caso que escandalizou a sociedade na época foi um caso extra-conjugal de Baudelaire com a mulata Jeanne Duval.

Apesar de mal visto pela elite parisiense, Baudelaire, no entanto, tinha um conceito enorme dentre os principais escritores e intelectuais franceses. Victor Hugo, Gustave Flaubert, Arthur Rimbaud e Paul Verlaine, foram alguns dos mais importantes admiradores do poeta e defendiam abertamente a liberdade de expressão do escritor em suas obras. Em 1857, ao lançar  “Flores do Mal”, uma coletânea com alguns de seus poemas, foi acusado pela lei francesa de atentar contra a moral. Só depois que ele retirou seis desses poemas é que o livro pôde ser publicado.

Charles Baudelaire faleceu no dia 31 de agosto de 1867 em Paris, França.

Poemas de Charles Baudelaire:

A Beleza

De um sonho escultural tenho a beleza rara, E o meu seio, — jardim onde cultivo a dor, Faz despertar no Poeta um vivo e intenso amor, Com a eterna mudez do marmor' de Carrara Sou esfinge subtil no Azul a dominar, Da brancura do cisne e com a neve fria; Detesto o...

ler mais

Intangível

Quero-te como quero à abóbada noturna, Ó vazo de tristeza, ó grande taciturna! E tanto mais te quero, ó minha bem amada, Por te ver a fugir, mostrado-te empenhada Em fazer aumentar, irônica, a distância Que me separa a mim da celestial estância. Bem a quero atingir, a...

ler mais

Gênio do Mal

Gostavas de tragar o universo inteiro, Mulher impura e cruel! Teu peito carniceiro, Para se exercitar no jogo singular, Por dia um coração precisa devorar. Os teus olhos, a arder, lembram as gambiarras Das barracas de feira, e prendem como garras; Usam com insolência...

ler mais

A Música

A música p'ra mim tem seduções de oceano! Quantas vezes procuro navegar, Sobre um dorso brumoso, a vela a todo o pano, Minha pálida estrela a demandar! O peito saliente, os pulmões distendidos Como o rijo velame d'um navio, Intento desvendar os reinos escondidos Sob o...

ler mais

A uma Passante

A rua, em torno, era ensurdecedora vaia. Toda de luto, alta e sutil, dor majestosa, Uma mulher passou, com sua mão vaidosa Erguendo e balançando a barra alva da saia; Pernas de estátua, era fidalga, ágil e fina. Eu bebia, como um basbaque extravagante, No tempestuoso...

ler mais

Correspondências

A Natureza é um templo onde vivos pilares Deixam sair às vezes palavras confusas: Por florestas de símbolos, lá o homem cruza Observado por olhos ali familiares. Tal longos ecos longe lá se confundem Dentro de tenebrosa e profunda unidade Imensa como a noite e como a...

ler mais

Poetas similares a Charles Baudelaire

  • Edgar Allan Poe
  • Álvares de Azevedo
  • Fagundes Varela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Categorias