Leonard Cohen

Poetas

Leonard Norman Cohen nasceu no dia 21 de setembro de 1934, em Westmount, Quebec, Canadá. Embora seja mais conhecido como cantor e compositor, sendo o autor de músicas como “Hallelujah”, ele iniciou sua trajetória artística através da literatura – principalmente na poesia – tendo publicado 13 livros do gênero, além de 2 romances. Pelo conjunto da obra, recebeu o Prêmio Príncipe das Astúrias das Letras, em 2011.

Filho de uma família judaica de origem polaca, a infância de Cohen foi marcada pela morte de seu pai quando ele tinha apenas nove anos. Muitos acreditam que esse fato foi determinante para o desenvolvimento de sua personalidade reclusa e depressiva. Inicia na literatura aos 17 anos, quando ingressa na Universidade McGill. Seus primeiros poemas são influenciado por autores como Federico García Lorca.

Em 1956, Leonard Cohen lança o seu primeiro livro de poesia, intitulado “Let Us Compare Mythologies”. O segundo,  “The Spice Box of Earth”, publicado em 1961, trouxe grande fama internacional. Nesse período, Cohen parte para Europa e fixa residência na ilha de Hidra, na Grécia, onde passa a viver junto com a sua esposa, Marianne Jensen, e seu filho, Axel.

Consagrado na literatura, Cohen passa a se dedicar mais à outra paixão de sua vida: a música. Por volta dos 30 anos, ele começa a compor e apresentar as suas próprias melodias. Na década de 1970, ele sai em turnê, porém, os desgastes das viagens e insastifações com as exigências do mercado fizeram-o parar algumas vezes. Depois de um período de reclusão, onde passou a se aproximar do budismo, voltou a lançar novos trabalhos em 1984, principalmente o seu grande sucesso “Hallelujah”.

Em 1994, Cohen passa a viver no mosteiro de Mount Baldy Zen Center, próximo de Los Angeles. Em 1996, foi ordenado “monge zen”, ganhando o nome Dharma de Jikan (“silencioso”). Ele viveu no mosteiro até 1999.

Leonard Cohen morreu aos 82 anos, no dia 7 de novembro de 2016, em Los Angeles, Estados Unidos.

Poemas de Leonard Cohen:

Tentei deixar de Você

Tentei deixar de você, não nego.Encerrei nossa históriapelo menos umas cem vezes.Acordava ao seu lado a cada manhã. Os anos passam, você perde o orgulho.O bebê chora, então você sai de casa,e todo o seu empenho está diante de seus olhos. Boa noite, minha...

ler mais

Prólogo Breve

Não pude deixar de ouvir essa discussãoNão pude deixar de ouvir esses gritos de dorE sinto que faça o que fizerde novo voltarãoMas penso que sou capaz de os curarMas penso que sou capaz de os curarSou louco mas penso que sou capaz de os curarcom esta canção.

ler mais

Uma Cura Mágica

Levanto tardeO dia está perdidoNão dou a benção ao galoNão levo as mãos à águaAí está escuroe olho para todos os pontosda rua St. DenisAté falo de religiãocom os outros vagabundosque, como eu, estão atrás de novas mulheresNa cama adormeçono meio de um Salmoque estou...

ler mais

Poetas similares a Leonard Cohen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Categorias