Marianne Moore

Poetas

Marianne Moore nasceu no dia 15 de novembro de 1887 em Kirkwood, Missouri, Estados Unidos. Considerada uma das mais complexas poetas da literatura norte-americana, foi figura importante e influente para diversos autores de sua geração, como Wallace Stevens, Ezra Pound e T.S. Eliot. Suas coleções de poemas, “Collected Poems”, de 1951, lhe renderam o Prêmio Pulitzer de Poesia, o National Book Award e o Prêmio Bollingen.

Marianne Moore começou a publicar poemas em 1915. Sem o seu conhecimento, em 1921 a poeta e imagista H.D publicou um livro com alguns de seus poemas em Londres, na Inglaterra. Entre 1925 e 1929 trabalhou como editora do jornal literário e cultural “The Dial”, assumindo papel importante como divulgadora de novos e importantes poetas tais como Allen Ginsberg e Elizabeth Bishop.

Apelidada de “Poeta para Poetas”, a obra literária de Marianne Moore é caracterizada pela complexidade de seus poemas. Talvez, por isso, o público não era atraído pelos seus obras. Porém, aos poucos, o choque inicial provocado pela originalidade de sua poesia logo foi substituído pela admiração, consagrando a autora como uma modernista.

Além dos seus livros, Marianne publicou vários poemas em outros jornais dos EUA, traduções e ensaios crítico, mantendo correspondência com vários poetas conhecidos, inclusive com Ezra Pound, enquanto este estava preso.

Marianne Moore morreu no dia 5 de fevereiro de 1972, em Nova Iorque, Estados Unidos.

Poemas de Marianne Moore:

Uma Cova

Homem mirando o mar, tirando a visão daqueles que têm tanto direito a ela quanto você tem, é da natureza humana ficar no meio das coisas, mas no meio desta você não pode ficar. o mar nada tem a dar a não ser uma cova bem cavada. Os abetos se erguem em procissão, cada...

ler mais

Poetas similares à Marianne Moore

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Categorias

0